“A coroa da Princesa” – livro infantil

Livro propõe uma reflexão sobre os padrões de beleza eurocêntricos impostos pela sociedade

A autora Pricila Magro, nasceu nas montanhas de Minas Gerais e hoje é professora da rede pública e privada de ensino mineira. 

Ela começou a escrever não apenas por prazer, mas pela ânsia de externalizar algumas inquietações que borbulhavam dentro de si. “Tenho plena convicção do fundamental papel da literatura na transformação humana e percebo, a partir da experiência nas salas de aula, a necessidade da existência de uma literatura que esteja em diálogo com as características étnico-culturais da criança brasileira”, conta Pricila.

“Nosso sono foi embalado pelos contos das Disney, pelas histórias de fantasia de princesas brancas. Sabemos o quanto a representatividade exerce um papel importante na construção da identidade e é por isso que ela deve se fazer presente desde cedo na vida dos nossos alunos”.

Novamente, indo na contramão das prioridades de consumo do brasileiro, a autora escreveu um livro, onde a sua aluna é a ilustradora.

O conto infantil, gerado e parido do sentimento de sororidade, “A Coroa da Princesa” propõe uma reflexão sobre os padrões de beleza eurocêntricos impostos pela sociedade. A narrativa conta a história de Amira, uma menina negra, que descobre a importância do empoderamento feminino e da aceitação de si. Amira busca em símbolos sociais um objeto que, para ela, represente sua verdadeira realeza: uma coroa. No fim, acaba percebendo que algo mais valioso revela o quanto já é especial.

SINOPSE:

Além de trazer no nome o significado para seu destino de se sentir princesa, a menina Amira busca em símbolos sociais um objeto que, para ela, represente sua verdadeira realeza: uma coroa. No fim, acaba percebendo que algo mais valioso revela o quanto de si já é especial.

“Pricila Magro e Emanuelle Campos tratam de assuntos fundamentais como preconceito, identidade e autoestima. Com lirismo, este livro encanta por nos despertar aquilo que temos de mais humano: o amor e a empatia.” — Farley Rocha

Para comprar: https://constelacaoeditorial.lojaintegrada.com.br/princesa

Deixe uma resposta