Ajudar, mas nunca fazer por seu filho!

Autonomia é algo que muitos pais tem receio de dar aos filhos, apesar de desejarem em alguns momentos que eles a tenham, só que nem sempre são feitas ações para que eles aprendam a ser autônomos, e não precisamos ir muito longe para perceber o quanto a autonomia faz falta.

Agora que as crianças estão em casa, muitos pais não conseguem acompanhar as aulas o tempo inteiro, como faziam com as tarefas escolares. Para esses casos, a criança certamente está demonstrando o quanto dependia dos pais em casa para estudar, do quanto esta dependência foi construída, mesmo sem perceber.

Neste contexto, o papel principal dos pais é acompanhar o desempenho dos filhos. Fazer junto e/ou discutir apenas se for solicitado por alguma atividade e/ou dinâmica. Os pais precisam entender que ali é o momento que o filho está construindo seu aprendizado e se tornando responsável por isso, já que se estimula sempre a autonomia e o protagonismo do aluno nesse processo.

Ajude, mas nunca faça por seu filho! Explicar o que ele deve fazer e indicar se está no caminho certo, mas não dar a resposta pronta. Caso ele não consiga fazer, avise a professora, dessa forma ela poderá reforçar o conteúdo.

Passe a responsabilidade de executar as atividades enviadas para a criança. Somente assim ela entenderá os objetivos e não culpará os pais caso não possa fazer.

Incentivar a resolução dos seus próprios problemas, mostrar que acredita no seu potencial, elogiar e cobrar na medida certa auxilia no desenvolvimento emocional da criança favorecendo a autonomia e a independência.

Uma sugestão para estimular a autonomia dos filhos é pedir o auxílio deles para construir um calendário.

Criar um calendário estimula à organização, a autonomia, a aprendizagem sobre o funcionamento dos números e a identificação da passagem do tempo. No calendário pode constar, além do horário das aulas, alguma tarefa que ele faça para contribuir com a organização da casa, como arrumar a cama ou mesmo o horário de trabalho dos pais no home Office.

Para isso, trouxe uns exemplos de como fazer o calendário citado acima. Espero que aproveitem!

Deixe uma resposta