Aprendendo a nadar com a Metodologia Gustavo Borges

Vocês devem lembrar que o Pedrinho iniciou na natação com três anos de idade, e contei aqui o quanto ajudou no sistema respiratório dele, já que essa atividade é considerada um dos esportes que mais trás benefícios a saúde, pois auxilia na prevenção de doenças cardiorrespiratórias, problemas posturais entre outros.

Ele ficou um tempo parado por conta dos horários que passaram a não bater..  Mas agora, meu filhinho está de volta, firme e forte!

Desta vez, eu optei pela Academia Tem Esportes por trabalhar com a Metodologia criada pelo medalhista olímpico, Gustavo Borges, onde a criança aprende diversas habilidades motoras e habilidades aquáticas. O Lema é oferecer educação por meio do esporte.

Conversei com o professor do Pedrinho, Maikon Bueno, para nos explicar melhor como funcionam as suas aulas.

Quando a criança chega a Academia é avaliada a idade e a habilidade dela, e são divididas de uma forma lúdica, por meio de mascotes e cores de touca. Mas nem sempre as crianças com a mesma idade estão no mesmo nível pedagógico”, explica.

Por exemplo, pela idade do Pedrinho ele se encaixa na touca verde, mas o professor ao fazer a avaliação dele, verificou a necessidade de um aperfeiçoamento técnico, por isso iniciou na touca vermelha.

O aspecto mais importante na avaliação é a sobrevivência. Se o Pedrinho tivesse pouca sobrevivência, teria que retornar a touca laranja (anterior à vermelha). Ou seja, se uma criança tem pouco conhecimento da técnica, mas tem sobrevivência, ela permanece na touca vermelha.

A primeira touca é a branca, para bebês de seis meses a dois anos, onde um dos pais entra junto na piscina. Depois, vem a touca amarela para crianças de 2 a 3 anos, a touca laranja para 3 a 5 anos, a touca vermelha para 4 a 6 anos, a touca verde para 6 a 8 anos, e segue para os aperfeiçoamentos até chegar à touca ouro.

Na Metodologia Gustavo Borges, a touca vermelha é iniciação, caracterizada por nados crawl e costas, pernada do nado peito ondulações e saltos. Utilização de prancha e liberdade na água.

 

A próxima touca, a verde, é usada no nível Aperfeiçoamento I, onde se desenvolve o aperfeiçoamento das técnicas dos nados crawl e costas, o aprendizado do nado peito, a pernada da borboleta, o salto de ponta.

Cada semana tem uma recomendação da Metodologia para as aulas, que o professor insere ao seu objetivo, de acordo com a individualidade de cada aluno.

Se um aluno tem dificuldade no salto, por exemplo, eu trabalho diversificando, sem limitar a habilidade dele, dai ele consegue aprimorar”, conta Maikon.

A cada três meses existe uma avaliação. O aluno com a pontuação necessária muda para uma touca mais avançada, sempre verificando se ele atingiu as técnicas que serão necessárias na touca mais avançada.  E, segundo o professor, a maturidade de cada aluno é muito importante também.

O professor tem que saber trabalhar sem pressão, por ser com crianças, e saber preparar uma aula de acordo com a individualidade de cada aluno, respeitando os limites individuais”.

A estrutura da Metodologia é criada de modo que os alunos sejam cada vez mais motivados a sua prática.

O Pedrinho adora e super indica !

Deixe uma resposta