Aprendendo a rezar

image

Você acha importante para a criança acreditar que existe Deus? Acha importante também que a criança tenha uma religião? Será que o futuro da criança é moldado pelo que ela começa a acreditar na infância?

Aproveitando a passagem do Papa Francisco pelo Brasil, resolvi falar deste assunto tão importante, independente de religião.

No mundo de hoje, cada vez mais corrido e violento, é essencial que a criança cresça dentro de uma religião, que ela entenda e tenha sempre algo para se apoiar. Nos momentos difíceis é Deus que vai guiar o pequeno, portanto é importante que ele entenda e saiba alguns princípios religiosos.

Muitos pais acham difícil falar com seus filhos sobre Deus e assuntos espirituais. Entretanto Deus deu aos pais a responsabilidade de motivar e promover o desenvolvimento espiritual de seus filhos. Deus nos deu uma grande responsabilidade e uma tremenda oportunidade de ajudar nossos filhos a desenvolverem a fé.

Aqui vão algumas sugestões práticas de como fazer isso:

➡ A principal influência que você poderá exercer na hora de ensinar a criança a rezar é passando bons exemplos. Mostrar ao seu filho a importância da oração é fundamental. Você deve ser uma pessoa que reza e mostrar ao seu filho como se faz.

➡ Rezas e orações costumam ser longas, portanto é importante você adaptá-las, tanto a linguagem quanto ao tempo dos pequenos para evitar que isso acabe se tornando uma obrigação e leve muito tempo.

➡ É importante definir horários e lugares para rezar, para que isso se torne um hábito. Normalmente a hora de dormir é um momento importante para você habituar uma criança. A oração tem que se tornar rotina para que eles entendam e passem a fazer. Eu costumo rezar algo simples enquanto ele não entende: ‘Com Deus me deito, com Deus me levanto, com a Virgem Maria e o Espirito Santo’. Rezo também a oração do anjo da guarda!

➡ Existem vários tipos de bíblias e muitas voltadas para a criança. A linguagem e as ilustrações podem fazer com que seu filho se interesse pelo livro sagrado e tenha vontade de rezar! Também é importante improvisar. Por exemplo, quando a criança cai, se machuca ou quer ganhar alguma coisa, ensine-a que a reza pode facilitar as coisas. Ela ganha confiança e passará a rezar quando necessita de algo.

➡ Tem também, o ‘Urso que Reza’. Já viram? O Pedrinho ganhou um da sua tia no batizado. Eu sempre ligava o urso na hora de dormir para o meu filhinho, e ao final da oração do ‘Pai Nosso’ ele dizia : amém!

➡ É importante deixar claro que Deus é o protetor das crianças. É sempre interessante exaltar que elas são as criações mais perfeitas de Deus para que ela possa entender o significado da reza.

➡ E o mais importante: Seja você mesmo! Compartilhe com eles o que você entende de Deus e porque Deus é importante para você.

Fonte: Dicas Mulheres, Educação Pública

Agora que já sabemos o que fazer, vamos colocar em prática!

Bjin e uma semana de paz pra gente 😉

Deixe uma resposta