APRENDIZ NA COZINHA

Quem me acompanha há mais tempo , sabe que o Pedrinho frequenta o período integral na escola, e que as refeições principais dele sempre foram por lá, acompanhadas por nutricionistas, então, eu estava bem tranquila.

Masss, este ano começa uma nova fase para ele e para mim ! O Pedrinho passou para o ensino fundamental, e a escola nova não possui o jantar , ou seja, terei que fazer a janta, rs Aparentemente isso não parece ser um problema para muitas mamães, mas para “euzinha” é sim kkk Vou explicar o porquê..

Eu não tenho muita experiência na cozinha e sempre trabalhei fora, portanto, terei um desafio pela frente: organizar o meu tempo, montar um cardápio variado e saudável . Por isso, consultei a nutricionista Dyandra Loureiro, da clínica Alesandra Coelho.

Quero evitar o consumo de alimentos industrializados / prontos para consumo / ultraprocessados, que antes de ter filho eu usava ás vezes no jantar por falta de tempo e de habilidade para o preparo de refeições mais nutritivas. Já no almoço, como frequento restaurantes, o meu prato costuma ser saudável.

A nutricionista me passou algumas dicas para facilitar o dia a dia, sem descuidar da alimentação:

• Organização: verifique quais os locais mais próximos de casa que comercializam alimentos in natura ou minimamente processados (feiras, sacolões, mercearias, quitandas e varejões). Para evitar o desperdício de alimentos e o gasto financeiro desnecessário, planeje o cardápio da semana e faça uma lista de compras com base nesta rotina pré-determinada.

• Adiante alguns itens: após a compra, higienize e porcione frutas e verduras. Assim, ao longo da semana a preparação das refeições será mais rápida e prática. Alguns exemplos:
– Higienize verduras e frutas que serão consumidas cruas
– As folhas podem ser armazenadas em potes vedados, embaladas em camadas de papel toalha. Assim, elas duram 10 dias lavadas sem murchar
– Frutas que não são cítricas podem ser congeladas picadas: manga, melão, goiaba. As demais escurecem e possuem vitaminas que são facilmente perdidas
– Fatie ou rale porções de cenoura, beterraba e pepino e armazene-os em geladeira
– Leguminosas e cereais (feijão, ervilha, lentilha, arroz, quinua) podem ser preparados, porcionados em potes e congelados. As leguminosas podem ser temperadas após o descongelamento
– Procure congelar alguns pratos como quibes, hambúrgueres, almôndegas, nuggets caseiros, bolinho de arroz. Esses podem ser utilizados para compor o jantar pela praticidade aliada ao sabor
– Temperos, como ervas e cebola, podem ser picados e congelados
– Vegetais como cenoura, chuchu, beterraba, inhame, batata-baroa, mandioca, abóbora, brócolis, vagem, podem ser preparados e congelados já porcionados para o consumo.

• Atualmente existem empresas especializadas em marmitas saudáveis, esta pode ser uma opção com excelente custo benefício!
• Procure fazer as refeições com a família reunida, sempre que possível. Isto é muito importante para os filhos e para a saúde deles.

Vou dividir com vocês o cardápio elaborado pela equipe da clínica Alessandra Coelho:

Adorei !

Se vocês tiverem dicas para eu me organizar nessa minha nova fase na cozinha, me enviem, vou adorar saber!

 

bejinhos e boa semana

Deixe um comentário