BRINCAR LIVRE

11220116_1003979263024451_4407926064116471434_n

Você sabe a diferença de ‘brincar livre’ dos outros tipos de brincadeiras? Eu achava que eram atividades ao ar livre, pode ser também, mas não necessariamente.

Na semana passada estive no evento da OMO sobre o  seu projeto www.SeSujarFazBem.com.br , onde a apresentadora Astrid Fontenelle e especialistas falaram sobre o valor do brincar, e eu aprendi muita coisa bacana, por isso trouxe o assunto para o blog..

A pesquisa “Valor do Brincar Livre” realizada por OMO, da Unilever, como parte da plataforma de causa da marca “Se Sujar Faz Bem”, entrevistou 12.000 pais ao redor do mundo e constatou que dois terços deles (64%) acreditam que seus filhos não têm as mesmas oportunidades de brincar que eles tiveram na infância.

 “Pesquisas acadêmicas mostram que brincar ativamente é a forma primária e natural pela qual as crianças aprendem. É essencial para o crescimento saudável. Porém, muitas vezes o ‘brincar’ é negligenciado, como uma atividade sem importância, sem qualquer finalidade. Consequentemente, há uma crescente e alarmante tendência que aponta para a redução do brincar livre nos hábitos das crianças “, explica Sir Ken Robinson, especialista em educação, criatividade e desenvolvimento humano.

Ou seja, mamães, a brincadeira livre é aquela em que a criança conduz como será , usa a imaginação e determina o tempo. Com isso, ela ganha um aprendizado sócio-emocional: controle das emoções, comunicação, descoberta, criatividade, habilidade para resolver problemas, memoria, concentração, ou seja, adquirem habilidades essenciais para se prepararem para o futuro.

12512634_1003979259691118_286811106310364853_n

Embora especialistas concordem que há benefícios associados ao uso de tecnologia pelas crianças, o tempo “diante da tela” é percebido como uma barreira quando se trata de estimular o livre brincar. Entre os pais brasileiros, 85% admitem que seus filhos muitas vezes não querem brincar sem o uso de tecnologia.

Sabemos que hoje as rotinas diárias estão cada vez mais demandantes e essa atividade instintiva e natural encontra-se em risco, fica mais fácil deixá-las com um iPad, cel ou videogame na mão, mas, vale o esforço porque os benefícios para a vida adulta são enormes.

Brincar, mais do que a educação formal, é fundamental para que as crianças possam se tornar adultos bem equilibrados!

Vamos praticar  #LivreParaDescobrir

Beijinhos e boa semana!!

Deixe uma resposta