Campanha para o uso consciente do antibiótico

É comum termos ou ouvirmos de amigos as seguintes dúvidas: posso parar com o antibiótico ao me sentir melhor? Devo aumentar a dose se eu piorar? Posso guardar o restante para tomar quando eu adoecer novamente? Essas, entre outras questões corriqueiras, passam pela cabeça de muitos pacientes ao fazer uso de antibióticos. Atenta ao bem-estar da população, a GSK lança a campanha nacional “Com antibiótico não se brinca. Respeite sua receita” para reforçar o uso consciente do medicamento.

A causa conta com o apoio da apresentadora Astrid Fontenelle e do doutor em Infectologia e mestre em Pediatria Edimilson Migowski, que apresentam o conceito da campanha no vídeo que pode ser visto no hotsite www.respeitesuareceita.com.br. O foco é o bem-estar do paciente, garantindo um tratamento eficaz, e ainda o combate à resistência bacteriana. Quando a orientação médica não é levada a sério, a eficácia do tratamento pode ser comprometida, e as bactérias que causam a doença não são vencidas em sua totalidade, saindo do “combate” fortalecidas, resistentes ao medicamento.

Além disso, consumir medicamentos sem receita médica ou de forma inadequada pode trazer danos desagradáveis como intoxicação. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 10% das internações hospitalares são consequência de reações adversas.
A campanha reforça a necessidade de seguir à risca a prescrição do profissional de saúde habilitado, tomando o medicamento indicado na receita nos horários e período estabelecidos, bem como armazenar o antibiótico da maneira correta.

Para ajudar nessa tarefa saiu a primeira edição da série de histórias em quadrinhos “Doutor Sabido e Sua Turma”, disponíveis em consultórios pediátricos. De forma lúdica, os gibis ensinam às crianças a importância de aceitar a medicação dada pelos pais ou cuidadores. Isso porque muitas vezes a criança se recusa a tomar, chora, os pais têm pena e deixam de dar, comprometendo a eficácia do antibiótico. Bacana né?!

image

*Bjins*

Deixe uma resposta