Como lidar com a perda para o COVID-19

Para pessoas que perderam mães ou filhos devido ao COVID, este Mês das Mães será ainda mais doloroso. Junto com o trauma da perda, e talvez até da impossibilidade de ser despedir, estas pessoas experimentam a tristeza que todos nós sentimos devido ao isolamento contínuo.

Mas existem algumas maneiras de aliviar os efeitos dos gatilhos que estes dias trarão. Separei algumas dicas valiosas da coach, Bia Nóbrega:

  • Faça um balanço de seus sentimentos

É importante tomar medidas para lidar com sua dor, mas também é necessário reconhecer e honrar esses sentimentos de tristeza, qualquer que seja a forma que eles possam assumir.

Tudo o que você sente é bom e normal, pois todo mundo sofre de maneira diferente. O importante é reconhecer sua própria dor e como ela está afetando você – não a evite e nem a negue.

Você pode se sentir triste, zangado, angustiado, choroso, sozinho, com medo etc. Aceite que seus sentimentos se baseiam em sua dor e encontre coisas importantes para você e faça-as.

  • Conecte-se a outros entes e amigos queridos

É importante que você encontre maneiras de se manter conectado e manter pelo menos alguma das tradições que possuía para o dia: telefonema, mensagem de texto, vídeo-chamada são possibilidades que amenizam a saudade. Programe e realize.

  • Compartilhe memórias

Quando perdemos entes queridos, cada data especial pode ser ainda mais difícil porque revivemos o que fizemos por eles.

Ao se conectar com pessoas queridas, compartilhe memórias e reflita sobre seu tempo de convivência com quem perdeu.

Quando não podemos ficar juntos e reviver essas memórias com outras pessoas, podemos sentir que elas estão desaparecendo ou não sendo transmitidas para a próxima geração, e essa também é uma forma de perda.

Lembre e fale sobre os bons tempos, as histórias inesquecivelmente belas pelas quais você deseja que a pessoa seja lembrada.

  • Crie um novo ritual

Que tal um livro virtual de memória a partir de fotos ou histórias sobre a pessoa que você perdeu? Ou um cardápio com as comidas favoritas de quem partiu? Ou uma playlist?

“Repaginar” os dias te ajudará a ressignificá-lo.

Espero que estas estratégias tornem seu dia, naturalmente desafiador, um pouco mais superável.

Deixe uma resposta