Cresce número de internações por acidentes de crianças e adolescentes no Brasil

Pesquisa da Aldeias Infantis SOS aponta que quedas, queimaduras e intoxicações estão entre as principais causas

De acordo com pesquisa realizada pela Aldeias Infantis SOS, por meio do Instituto Bem Cuidar (IBC), somente em 2021, foram registrados mais de 110 mil casos de internações de crianças e adolescentes no Brasil, causadas por acidentes. 

Os números revelam um crescimento de 5,3% no total de casos de internações entre a faixa etária de 1 a 14 anos em relação a 2020 e traz como as principais razões as quedas, responsáveis por 44% dos acidentes; as queimaduras, com 19% das ocorrências; e as intoxicações, que chegaram a atingir 5% do universo avaliado.

Desses acidentes, 90% deles poderiam ser evitados por meio de ações comprovadas de prevenção, como dicas simples aos pais, familiares e responsáveis para tornar o ambiente doméstico mais seguro, promovendo a cultura do cuidado de qualidade. 

“Entendemos que em média 302 crianças são hospitalizadas por dia por conta de algum acidente. Sabemos que essas ocorrências reverberam na vida de diferentes famílias pelo país. Mas é importante salientar que boa parte destas estatísticas poderiam ser evitadas a partir de um olhar mais atento para a prevenção e proteção”, afirma Erika Tonelli, especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS.

Diante deste cenário, neste sábado (27), a partir das 9 horas, a Aldeias Infantis SOS receberá profissionais, especialistas, pais e responsáveis por crianças que frequentam o Centro de Educação Infantil (CEI) da Organização na Zona Sul de São Paulo (Avenida Manoel Alves Soares, 712 – Jd Colonial) para um evento de mobilização e conscientização sobre o assunto, em alusão ao Dia Nacional da Prevenção de Acidentes com Crianças e Adolescentes, estabelecido em 30 de agosto. 

A programação conta com uma apresentação sobre formas de prevenção dos principais acidentes na infância – queda, engasgo ou sufocamento, intoxicação e queimadura – para famílias beneficiadas pela Organização e para profissionais da Educação Infantil. 

Além disso, às 10h30, haverá a análise dos dados de acidentes com crianças e adolescentes no Brasil. Na ocasião, a especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS, Erika Tonelli, se reunirá com a médica Simone de Campos Vieira Abib (ex-presidente da ONG Criança Segura, que em 2021 transferiu o legado para Aldeias Infantis SOS), com o professor Antonio Francisco Peripato Filho (coordenador do Curso de Graduação em Enfermagem da Fundação Hermínio Ometto – FHO) e a médica pediatra Aline Menezes.

Confira a programação da Aldeias Infantis SOS para Dia da Prevenção de Acidentes com Crianças:

Data: 27 de agosto de 2022 (sábado).

Local: Aldeias Infantis SOS – Programa Rio Bonito – Av. Manoel Alves Soares, 712 – Jardim Colonial – São Paulo.

9 horas: Apresentação / Palestra para famílias – Prevenindo os principais acidentes na infância: queda, engasgo/sufocação, intoxicação e queimadura. Participantes: Erika Tonelli, especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS; Pediatra Dra. Aline Menezes; Prof. Me. Antonio Francisco Peripato Filho, Coordenador do Curso de Graduação em Enfermagem da Fundação Hermínio Ometto (FHO).

10h30: Apresentação da pesquisa – Abertura com o balanço de um ano da transferência do legado da Criança Segura com a Dra. Simone de Campos Vieira Abib, ex-presidente da ONG Criança Segura. Apresentação e análise dos dados de acidentes com crianças e adolescentes no Brasil, com Erika Tonelli, especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS. Análise dos dados apresentados entre os convidados: Prof. Me. Antonio Francisco Peripato Filho, Coordenador do Curso de Graduação em Enfermagem da Fundação Hermínio Ometto (FHO), e a Pediatra Dra. Aline Menezes.

13 horas: Formação das educadoras da Educação Infantil – Prevenido os principais acidentes na infância: queda, engasgo/sufocação, intoxicação e queimadura. Participantes: Erika Tonelli, especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS; Pediatra Dra. Aline Menezes; Prof. Me. Antonio Francisco Peripato Filho, Coordenador do Curso de Graduação em Enfermagem da Fundação Hermínio Ometto (FHO).

Sobre a Aldeias Infantis SOS 

A Aldeias Infantis SOS (SOS Children’s Villages) é uma organização global, de incidência local, que atua no cuidado e proteção de crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. A organização lidera o maior movimento de cuidado infantil do mundo e atua junto a meninos e meninas que perderam o cuidado parental ou estão em risco de perdê-lo, além de dar resposta a situações de emergência. 

Fundada na Áustria, em 1949, está presente em 137 países. No Brasil, atua há 55 anos e mantém mais de 80 projetos, em 31 localidades de Norte ao Sul do país. Ao trabalhar junto com famílias em risco de se separar e fornecer cuidados alternativos para crianças e jovens que perderam o cuidado parental, a Aldeias Infantis SOS luta para que nenhuma criança cresça sozinha.  

Deixe um comentário