Entenda os benefícios do Xadrez para crianças e adolescentes

O Pedrinho adora jogar xadrez e ele tinha aula na escola, além disso jogamos em casa também, mas vocês sabem quais são os benefícios da modalidade?

O esporte contribui para um raciocínio mais rápido, noções de matemática e estratégia. Aumenta a concentração e estimula a paciência, ajuda a ter um maior controle emocional e a lidar com perdas. Desenvolve a capacidade de resolução de problemas e auxilia no desempenho escolar. 

Muita coisa bacana, né?

Com a pandemia, o esporte teve que se adaptar a competições online. Mas, engana-se quem acha que com isso os adeptos à prática diminuíram, ocorreu exatamente o oposto. ” Além da série da Netflix, O Gambito da Rainha, que democratizou o esporte para o mundo, existe no Clube Pinheiros, a lenda Herman van Riemsdijk como professor e jogador no Clube. Herman representou o Brasil em 11 olimpíadas e sua maestria conquistou novos jogadores e associados no Pinheiros” evidência Ivan Castaldi, Presidente do Pinheiros. 

Herman e os seus dois filhos que também são professores no Esporte Clube Pinheiros de xadrez perceberam um movimento de mulheres praticando o xadrez. Assim como é mostrado na série – O Gambito da Rainha – em que uma mulher é a protagonista de jogos intrincados e longos de xadrez. 

Para o jornal The Washington Post, o interesse no xadrez aumentou durante o isolamento social trazido pela crise do coronavírus, mas “O Gambito da Rainha”, fez explodir e impulsionar a democratização do esporte. A empresa de jogos de tabuleiro Goliath afirmou ao site Bloomberg que a venda de kits de xadrez aumentou1.100%, entre novembro e dezembro de 2020, se comparado ao ano anterior. A plataforma de transmissão Twitch, registrou mais de 70 mil espectadores conectados no dia 11 de dezembro para assistir a semifinal do Campeonato de Xadrez de Velocidade. A modalidade também se popularizou em sites específicos como o Chess.com que aumentou de 25 mil para 125 mil o número de pessoas inscritas diariamente na plataforma. Já o Lichess, registrou 78 milhões de partidas online. 

A pequena Luiza Amaral Pennewaert, de 11 anos, é uma das mulheres praticantes da modalidade e já conquistou a semifinal do Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar em 2019. Ela que aos 7 anos começou a aprender o jogo na escola se tornou uma das praticantes mais assíduas do Esporte Clube Pinheiros na modalidade. “Era uma matéria, mas no começo não gostava muito. Aí fui fazer robótica. Odiei. Voltei a praticar xadrez e comecei a ver minhas vitórias e hoje adoro participar de campeonatos. Adoro como, em cada jogo, temos que montar uma estratégia diferente, temos que analisar o outro jogador”, diz a menina que é associada do Clube Pinheiros. Ela ainda conta que não teve dificuldade na aceitação, porém ainda vê poucas crianças se interessando pelo esporte. “Aqui em casa eu fui a primeira, e agora jogo com meus primos que começaram a se interessar também. Inclusive uma das minhas tias comprou um tabuleiro recentemente para aprender”. Ela se prepara para disputar o circuito Xeque-Mate no próximo mês. 

Parabéns amiguinha !

Deixe um comentário