Espelho, espelho meu, tem bebê mais bonito do que eu?

image A fase do espelho é muito engraçada. Quando o Pedrinho se reconheceu no espelho pela primeira vez, ficou todo eufórico, rsrs, e a mamãe aqui disparou um monte de fotos!! (Hehe) Quem não tem uma fotinho no espelho, hein?! Uma gracinha..

Pois saiba que é importante este momento, assim como tantos outros. Pois, segundo especialistas, é nessa hora que ele vai perceber o seu corpo, sua boca, desenvolver sua percepção.

A maioria dos bebês se identifica no espelho a partir do décimo mês, “mas é normal e esperado que a criança descubra isso até os 18 meses”, avisa o pediatra Orlei Araújo. Caso não aconteça com seu filho, convém fazer uma observação ao pediatra. “A criança autista, às vezes, não consegue perceber que a imagem refletida no espelho é dela nem que é uma pessoa separada da mãe”, alerta Anne Lise. ( Revista Crescer)

Antes disso, o seu bebê diverte-se muito ao contemplar o seu reflexo num espelho ! Ver este companheiro diverte o bebê, mesmo se ele ainda não se reconhece. Um simples espelho ou uma superfície reflectora é suficiente.

Aí vão umas dicas de Brincadeiras na frente do espelho ( Revista Escola)

– Objetivos
Familiarizar-se com a imagem do corpo.
Trabalhar imitações, gestos e expressões.
Construir a identidade.

– Tempo estimado
De 15 a 20 minutos por dia.

– Material necessário
Dois espelhos grandes (de preferência presos à parede), cartazetes com fotos de diferentes expressões faciais retiradas de revistas ou da internet, aparelho de som.

Desenvolvimento
Todas as atividades devem ser feitas em frente aos espelhos, sempre estimulando a observação.

Atividade 1
Incentive os pequenos a observar a própria imagem. Peça que eles toquem diferentes partes do corpo. Proponha brincadeiras como balançar os cabelos, levantar os ombros e cruzar os braços. Estimule-os a imitar os gestos dos colegas: Vejam a careta do João! Vamos fazer igual?

Atividade 2
Coloque músicas do cancioneiro popular (Caranguejo Não É Peixe, Cabeça, Ombro, Perna e Pé etc.) que abordem partes do corpo ou sugiram movimentos. O objetivo é se aventurar em novos gestos e imitar os colegas.

Atividade 3
Para brincar com expressões faciais, mostre cartazetes com diversas fisionomias. Depois, sugira que a garotada faça caretas variadas.

Ótima dica para entreter os pequenos (adorei!) 🙂

Bjins e uma semana produtiva pra gente!!!

Deixe um comentário