Infectologista alerta para similaridade entre gripe, resfriado e Covid-19

Com o o aumento no número de casos de gripe, e a nova variante Ômicron, pais e responsáveis devem ficar atentos aos sintomas nas crianças

O aumento de casos de gripe e resfriados, em meio à pandemia de Covid-19 e da nova variante Ômicron, acende um sinal de alerta, principalmente para a saúde das crianças e adolescentes em tratamento de câncer. O Hospital do GRAACC, referência no tratamento de casos de alta complexidade de câncer infantojuvenil, ressalta a importância de pais e responsáveis de redobrar os cuidados e ficarem atentos aos sintomas gripais. Mas, afinal, como diferenciar cada uma das enfermidades?

O vírus da gripe que está circulando no momento é o H3N2; já o da Covid-19 é o Sars-Cov-2, em ambos o alvo é o sistema respiratório e causam sintomas bastante semelhantes, que incluem: tosse, coriza, febre, cansaço, dores pelo corpo, falta de ar e, em alguns casos, náusea e diarreia.

“Pacientes oncológicos são os mais vulneráveis a estas infecções. Por isso, a proteção contra influenza, através da vacinação, é mandatória. As consequências diretas e indiretas da infecção por esses agentes impactam o diagnóstico de crianças e jovens, principalmente os que estão em tratamento de câncer”, destaca Dra. Fabianne Carlesse, infectologista pediátrica do Hospital do GRAACC. 

Orientações importantes

  • O uso de máscara é fundamental, assim como respeitar o distanciamento e evitar aglomerações;
  • Procurar atendimento médico tão logo apreça os primeiros sintomas gripais;
  • Hidratação também é uma maneira de prevenir gripes e resfriados, por isso beba de 1,5L a 2L de água todos os dias;
  • Higienizar as mãos com álcool em gel e lavar as mãos com água e sabão sempre que possível;
  • Evite coçar olhos, nariz e levar a mão à boca.

Deixe um comentário