MÃE GRUDE , EU SOU !

13237741_1023707264384984_8879614780073008236_n

Ontem eu fui ao Seminário Internacional da Revista Pais & Filhos, “Mãe Também É Gente”, e umas das coisas que me chamou bastante atenção foi a primeira palestra do dia com a publicitária Cris Guerra, que me fez ver o quanto eu sou apegada ao meu filho.

Eu costumo falar aqui o quanto ele é um chicletinho, mas admito que eu sou um grude nele também kkk. A publicitária falou o quanto é saudável para a mãe poder deixar seu filho mais independente ( Fica dica para nós, mães solteiras,  que não conseguimos namorar ou ter uma vida social mais ativa).

Como? Deixando-o ir dormir mais vezes nos avós, na casa dos amigos, ou do pai (no caso das mães divorciadas), assim, temos chances de fazer coisas por nós.  A Cris já chegou a passar o Natal longe do filho  (acho que não sou tão desprendida assim, rsrs).

Não se preocupe na maneira que será feito. “Não existe roteiro para maternidade e filho não vem com manual de instrução. Ele é construído aos poucos e com ajuda da própria criança”, ensina.

Vale a pena prestarmos mais atenção nisso, afinal, reclamamos tanto da nossa falta de tempo, mas quando podemos ficar sozinhas, damos um jeito de levar o filho junto #eusoudessas

Aí vão 10 dicas do que fazer por si mesma:

1 – Separe 10 minutos de intervalo para fazer algo prazeroso 

2 – Durma bem quando ele estiver na casa de parentes ou amigos

3 – Saia com amigas

4 – Aprenda a relaxar em casa

5 – Coma chocolate

 6 – Curta a natureza

7 – Dance

8 – Vá ao cinema

9- Seja mais gentil com você mesma

10-  Vá ao salão para fazer as unhas e cabelo

Ah, faça tudo isso sem culpa !!

Quando a mulher engravida, já fica apavorada com medo de errar e de não conseguir ser a mãe perfeita para o seu filho.  Ou seja, a mãe já nasce com a culpa, falou a psicóloga Betty Monteiro em sua palestra sobre “Culpa Não“.

Para muitas, fazer um desses itens acima, já é motivo de culpa, porque deixou o filho de lado um pouco para cuidar de si. Mas nós somos humanas!! Você gastou alguns minutos e umas economias com você mesma, apenas porque pode e merece.

“Não existe mãe perfeita. Se você souber ouvir o que seu filho tem para dizer e aceitá-lo do jeito que ele é, você já será uma boa mãe”, falou Betty

Na palestra da jornalista e escritora internacional, Melinda Blau, ela frisou muito bem isso. “Mães devem ser tão importantes quanto seus próprios filhos” .

É comum que mães se coloquem em segundo plano e uma das principais preocupações costuma ser se estão fazendo o que podem por seus filhos. “Estou dando atenção o suficiente ou atenção demais?”, são os questionamentos, explica Melinda.

Segundo ela, mães que encontram o caminho do meio sabem que são tão importantes quanto seus bebês, porque entendem que suas próprias necessidades também precisam ser atendidas. “Se eu não estou bem, minha família também não estará bem”, explicou.

Precisamos nos libertar mais mamães, cuidarmos mais da gente: “Mães felizes possuem filhos felizes !! “.

13177243_1023706524385058_167619003469170691_n 13237631_1023706614385049_1770453780924707200_n

Beijinhos e uma ótima semana pra gente !!

Deixe uma resposta