Mães da favela na pandemia: como ajudar?

Muitas mães estão enfrentando dificuldades por conta da pandemia de Covid-19 e você já se perguntou como pode ajudar? A palavra sororidade nunca fez tanto sentido.

Você sabia que, segundo dados do IBGE de 2018, 11 milhões de mulheres exercem sozinhas a função de chefes de família no Brasil? São as chamadas mães-solo que se desdobram para trabalhar fora, cuidar da casa e alimentar seus filhos sem o auxílio de ninguém, ganhando, em média, R$15 por dia. A maioria dessas mulheres são negras e 63% delas vivem abaixo da linha da pobreza. 

Com a chegada da pandemia, muitas delas perderam sua fonte de renda e não têm a quem recorrer em um momento como esse. 

Assim surgiu o projeto Mães da Favela, idealizado e tocado pela Central Única de Favelas (CUFA), com o objetivo de auxiliar mulheres que chefiam famílias nas mais de 5 mil favelas em todo o Brasil. 

A Organização arrecadou desde abril R$ 169 milhões, beneficiando mais de 1,3 milhão de mães em 5 mil comunidades de todo o país

Além disso, no final de setembro, a Central Única das Favelas (Cufa) realizou a distribuição de chips de celular com internet para mães de todo o Brasil. O projeto chamado “Mães das Favelas On” é um grande projeto da CUFA, em parceria com dezenas de entidades públicas e privadas, que pretende dar acesso à internet para 2 milhões de moradores em comunidades de todo o Brasil. O benefício é destinado, em especial, às famílias carentes, que tiveram suas vidas mais impactadas em função da pandemia do novo coronavírus.

Essa é uma ação que permitiu colocar diversas famílias conectadas no mundo da internet, mas não só da internet: no mundo do conhecimento e no mundo da evolução.

Agora, a Cufa está negociando com um grande banco o apoio para expansão da plataforma Mães da Favela ON até junho de 2021. Cada complexo recebe antenas que são instaladas em vinte pontos estratégicos, o que deve beneficiar cerca de 10 mil pessoas por comunidade.

Quer ajudar também?

Sua doação pode ajudar milhares de mães das favelas brasileiras, acesse o site para doar: www.maesdafavela.com.br

Deixe um comentário