Médico alerta sobre cuidados para quem pretende engravidar

Quilos a mais podem afetar a fertilidade das mulheres e dos homens..

Uma pesquisa realizada com cinco mil mulheres, em diversos estados do país, pelo portal Trocando Fraldas, aponta o sobrepeso e os maus hábitos alimentares como fatores impeditivos para uma gestação. A obesidade não só afeta a saúde feminina, mas também, a fertilidade de ambos os sexos.

O excesso de peso não altera apenas a forma física. As gordurinhas a mais no organismo aumentam a produção de estrogênio e conferem um desequilíbrio hormonal dificultando a possibilidade de ovulação e fecundação.

O ginecologista Domingos Mantelli explica que os ovários das mulheres obesas sofrem mudanças que influenciam diretamente no desenvolvimento natural dos óvulos e reduzem as chances de fertilidade. Isso acontece porque a alteração na produção da insulina, liberada pelo organismo obeso, interrompe o funcionamento normal dos óvulos.  “A obesidade faz com que o organismo feminino produza maior quantidade de estrógeno e isso desafina toda a orquestra hormonal limitando as chances de gravidez”, adverte o médico.

De acordo com o especialista, a alimentação e os hábitos saudáveis com a prática de atividade física são primordiais para uma melhor qualidade de vida e um preparo para conceber o bebê. “Praticar atividades físicas melhora a oxigenação celular, reduz o peso e controla a glicose, além de aliviar o estresse. Isso permite que o casal consiga engravidar com mais facilidade”, complementa.

 

Domingos Mantelli

Ginecologista e obstetra. É formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA), com residência médica na área de ginecologia e obstetrícia pela mesma instituição. Também é autor do livro “Gestação: mitos e verdades sob o olhar do obstetra”.

Deixe uma resposta