Mudando de escola

O Pedrinho adora os amiguinhos da escola e é isso que o motiva (e muito) a ir. Mas ele tem dois favoritos: Gabriel e Miguel. Só que o Miguel não irá continuar na mesma escolinha e o Pedro ficou bem triste 🙁

Então, fiquei pensando quando chegar a hora do Pedro mudar desta escola, como será ficar longe dos amiguinhos, caso eles não vão para a mesma?? Lembro que eu sofria muito quando tinha que conhecer novas pessoas, professores, ensino diferente, etc. E a vergonha? Afff kkkk

Só que daqui dois anos isso irá acontecer , quando ele passará da educação infantil para o ensino fundamental e será uma novidade tanto para ele quanto pra mim. Por isso, já vou me preparando para ajudá-lo nisso!!

Os especialistas dizem que para as crianças menores, o começo em uma nova escola parece tão estranho como a primeira vez em que ela foi deixada no berçário. Algumas se sentem abandonadas, ficam com medo de que a mãe não volte para buscá-las no fim do dia. ( Aiiii não, de novo aquilo não! Eu chorava junto em cada despedida, mas sei que foi bom pra ele e para mim). Contei aqui como foi o início do Pedrinho na escola.

As mudanças menos traumáticas são as ocorridas depois que o aluno acabou um ciclo e está passando para outro. Por exemplo: 1ª, 5ª e 8ª séries do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio, são começos de ciclos diferentes.

Além de iniciar uma nova etapa escolar, o aluno não sente tanto a mudança porque há muitos outros colegas passando pelo mesmo processo.

Com o apoio da escola e dos pais, a maioria das crianças muda sem problemas de colégio. Algum estranhamento no começo é normal e os pais devem estimular o filho a persistir. Não é o caso de cogitarem, ao primeiro obstáculo, em uma nova transferência de escola. “Os pais não podem agir como reféns da criança. Se tomaram uma decisão bem pensada, que sigam em frente”, orienta os especialistas.

Boa sorte Miguel em sua nova escola! 🙂
*Bjins*

2 comentários em “Mudando de escola

  1. Monica, parabéns pela matéria! Adorei! Obrigada pelo carinho, o Miguel adora o Pedro e eu concordo que os amiguinhos fazem toda diferença nesta idade. O Miguel passou por um momento difícil este ano em que não queria ir para a escola e o dia em que entrei com ele na sala e vi todos os amiguinhos correndo para abraçá-lo em uma roda, me emocionei. Este ano passará por um novo ciclo, nova escola, nova adaptação, mas espero que não seja tão difícil, pois estará com a irmã mais velha. Foi muito bom este período de convivência e agradeço a todos os amiguinhos do Miguel pelo carinho. Super beijo

Deixe uma resposta