O retorno ás aulas presenciais na Escola do Pedrinho

Mesmo considerando o momento ímpar e as incertezas existentes, faz-se necessário a elaboração de diretrizes e protocolos claros para volta ás aulas presenciais

Hoje a Escola do Pedrinho retornou. Uma retomada com um olhar criterioso e atento para manter a segurança de toda a comunidade escolar.

O Pedrinho está feliz por finalmente rever os amigos da escola, mas o cenário para o retorno presencial das aulas é bem diferente do que ele estava acostumado antes da paralisação.

São menos alunos em sala de aula, ensino híbrido, crianças com máscaras, espaços demarcados, distância da professora, lanche dentro da sala sem compartilhar refeições, e quando sair para brincar, não ficarão juntos com as outras turmas e nem poderão abraçar os amiguinhos e amiguinhas.

Alguns protocolos de saúde que estão sendo adotados pelo colégio:

Tapete desinfetante, termômetro digital, totem de álcool em gel, sinalização de rotas, cartazes informativos, reorganização das salas de aulas, rodizio nos intervalos, higienização constante, uso de máscaras obrigatório.


Apesar de todos esses protocolos sanitários serem necessários para os cuidados com a saúde de toda comunidade, o novo formato pode ser desafiador para as crianças, inclusive emocionalmente.
Por isso, a escola do Pedro realizará essa semana um acolhimento, uma preparação, para aí sim, iniciar a rotina escolar.


Outra atitude da escola do Pedrinho é a realização de uma avaliação diagnóstica nos alunos, isso permite que a escola investigue os conhecimentos, competências e habilidades já desenvolvidas pelo estudante e as que ainda estão em desenvolvimento devido ao período de aulas on-line na quarentena.


O objetivo dessa Avaliação é acompanhar a aprendizagem, identificando os sucessos e as dificuldades desse processo de desenvolvimento, para que novas orientações e/ou intervenções sejam feitas.


Para os alunos que necessitarem de um reforço, acontecerão aulas extras em formato de oficinas para que não fique algo maçante. Gostei da ideia!


Da nossa parte, como pais, devemos conversar com nossos filhos e filhas sobre os novos hábitos a serem seguidos na escola.
Propiciar uma transição confortável para elas nesse período é garantir uma saúde mental melhor no futuro.

E por aí como será?


#voltaasaulas2021

Deixe uma resposta