Os cuidados que devemos ter com os olhos com fogos de artifícios neste fim de ano

2019 já está acabando e o planejamento para as festas de finais de ano só estão começando! O Natal e, principalmente, o Ano Novo, são festas que movimentam a rotina de muitas pessoas que viajam ou procuram lugares bacanas para compartilhar seus momentos com pessoas queridas e especiais para celebrar o início de uma nova fase. 

Nesse período, os fogos de artifício fazem parte de uma tradição admirada por muitos ao redor do mundo. Porém, essa prática exige uma série de cuidados que precisam ser seguidos para evitar acidentes e para que todos curtam a chegada de um ano novo com segurança. 

A Transitions Optical, líder mundial na produção de lentes fotossensíveis, destaca a importância do autocuidado, e apresenta algumas precauções que podemos ter com nossos olhos durante o reveillon de 2020, para curtirmos “o espetáculo” sem colocar em risco a saúde dos olhos. 

Para a Dra. Márcia Tartarella, diretora da Sociedade de Oftalmologia Pediátrica da América Latina, o uso errado desses objetos podem causar acidentes graves que vão desde pequenas queimaduras, até a perda total da visão. Confira os principais cuidados: 

Cuidado com os produtos 

Se você for escolher participar desta brincadeira, o primeiro cuidado está relacionado à compra dos fogos de artifícios. É preciso comprar os itens em lojas especializadas e estar atento aos produtos legalizados! Além disso, as embalagens não podem apresentar nenhum tipo de dano, como estar amassado ou armazenado em algum ambiente que possa ter umidade. Essas características são básicas para o que produto esteja em boas condições de uso. 

Fora do alcance das crianças 

Sabemos que a maioria das crianças gostam de fogos de artifício e gostam de assistir a “queima de fogos”, principalmente com uma visão privilegiada. Porém, principalmente os pequenos precisam estar a uma distância mínima de 20 a 40 metros de quem está preparando a atração. 

Se beber, não solte rojões 

As festas de fim de ano estão sempre regadas à bebidas alcoólicas. Mas o ideal é que a pessoa que responsável por soltar os rojões esteja sóbria e prestando atenção em cada detalhe para que nenhum tipo de acidente possa acontecer. Nem com ela e nem com quem está ao seu redor. Os fogos só podem ser utilizados em lugares abertos. 

Me machuquei. E agora? 

Caso algum acidente aconteça, principalmente se estiver relacionado aos olhos, o ideal é procurar um hospital imediatamente. Enquanto isso, lave os olhos com bastante água ou soro durante alguns minutos e evite coçar. A aplicação de qualquer outro produto sem orientação de um profissional pode causar danos permanentes na visão e não são recomendados. Em caso de acidentes mais graves e com forte dor ocular ou queimaduras, não use nada e mantenha o olho protegido com uma compressa limpa. Se necessário, o Corpo de Bombeiros pode ser acionado (193). 

“Os olhos são a parte do corpo humano que mais são prejudicados pelas explosões. O seu calor e a fumaça podem causar muito ardor, queimação, vermelhidão, lacrimejamento e até mesmo coceira. Alguns casos pode trazer irritações que podem evoluir para doenças como conjuntivite ou até mesmo lesões graves nos olhos”, conta Dra. Márcia. 

“O bom senso deve prevalecer nos festejos de fim de ano, principalmente com brincadeiras que podem ser perigosas e trazer algum tipo de perigo para a saúde ocular”, finaliza Tatiana Nardez, gerente de marketing da Transitions Optical no Brasil. 

Deixe uma resposta