Quando termina uma fase começa outra

birra

Estou muito feliz que a fase do Pedrinho de chorar para entrar na Escola tenha passado. Só eu sei o quanto sofri cada vez que ele se agarrava em mim. A minha vontade era de largar tudo e ficar com ele, mas se eu fizesse isso, ele nunca iria se acostumar.. Muitas vezes, ia embora chorando, chegava ao trabalho arrasada. Então eu olhava na câmera através do site da Escolinha, ligava para a coordenadora ou chegava de surpresa pra ter certeza que ele estava bem, e sempre estava. Ainda bem :).

Mas essa fase passou (ufa!) e outra começou, a da birra..

A idade dos 2 aos 3 anos é aquela em que você se surpreende com cada coisa que ele aprende,  com cada descoberta.. a fala errada, a dança desengonçada, as brincadeiras (muito gostoso!) E ao mesmo tempo, tem a birra, a vontade de ser independente e testar os limites deles e os nossos: comer sozinho, escolher a roupa, se jogar no chão por nada, fechar a boca pra não comer, ou seja, para aprender a lidar com tudo isso eu comprei o livro “Crianças Francesas não fazem manha”, e também a `Revista Crescer` , que neste mês tem a matéria ‘Anos incríveis’. Estou bem armada kkkk.

O que eu aprendi?

Até agora o que eu percebi com essas leituras,  é que temos que tentar entender o que está se passando com os nossos filhinhos, já que pra eles é tudo novidade também. A paciência é a nossa aliada e temos que ter equilíbrio na hora de agir: nem muito passiva e nem muito rígida. É um momento de conflito, mas também de desenvolvimento!

Já coloquei em prática em algumas situações, observando, perguntando o que ele está sentindo, dizendo que não estou entendo-o. Às vezes dá certo outras não, mas a gente vai tentando! 😉

Como eu já disse uma vez aqui, temos que nos acostumar, pois cada fase da infância apresenta um conjunto de desafios, e por isso, vamos enfrentá-los um de cada vez, né mamães!!

Bjins e até

 

Deixe uma resposta