Receitas de papinhas nutritivas

A papinha é uma fonte de nutrientes fundamental na fase de transição pela qual os bebês passam quando deixam de alimentar-se exclusivamente com líquidos e começam a conhecer os alimentos sólidos. Essa mistura é o que ajuda o pequeno a crescer mais forte e saudável. No inicio o Pedrinho cuspia tudo kkk porque estranhava a textura, mas logo se acostumou e comia tudo.

É importante lembrar que as crianças devem começar a comer papinha somente a partir dos seis meses de idade. Até esse período a amamentação oferece tudo o que o bebê necessita.

Confira algumas receitas de papinha. São opções salgadas e doces, com preparação simples e muito saborosas:

– Papinha de arroz
Ingrediente: 100 gramas de arroz branco
1º: Leve o arroz ao fogo com 400 ml de água filtrada. Após abrir fervura, tampe a panela, abaixe o fogo e cozinhe por 30 minutos, até amolecer bem. Se a jarra de seu liquidificador for plástica, espere esfriar antes de prosseguir.
2º: Bata o arroz no liquidificador por um minuto até ficar pastoso. Se preciso torne a esquentar, para servir morno.
Preparo: cinco minutos.
Cozimento: trinta minutos.
Conservação: um dia na geladeira ou um mês no freezer, congelada em cubo.
Uma dica: O arroz comum é um alimento pouco alergênico e não agride o trato digestivo. É ideal quando a criança enfrenta um desarranjo intestinal.

– Papinha de feijão
Ingredientes: 85 gramas de feijão, duas colheres (chá) de suco de limão e uma tira de alga kombu de 8 cm x 5 cm.
1º: Coloque o feijão de molho em água filtrada com o suco de limão, cubra e deixe até o dia seguinte.
2º: Escorra e lave o feijão. Coloque na panela de pressão, acrescente 570 ml de água filtrada e deixe ferver por dez minutos em fogo alto. Retire a espuma formada na superfície, junte a alga e tampe. Cozinhe em fogo baixo por 35 minutos, até amolecer. Retire a alga. Se a jarra de seu liquidificador for plástica, espere o feijão esfriar antes de prosseguir.
3º: Bata o feijão com o caldo do cozimento no liquidificador por um minuto, até ficar homogêneo. Se preciso torne a esquentar, para servir morno.
Preparo: cinco minutos
Cozimento: trinta minutos.
Conservação: três dias na geladeira ou três meses no freezer, congelada em cubos.
Dica: acrescentar kombu, uma alga repleta de vitaminas e minerais, e gotas de limão ao preparo das leguminosas facilita a digestão.

– Papinha de Maçã
Ingrediente: Maçã descascada e picada
1º: Bata a maçã no liquidificador por um minuto com um pouco de água filtrada, se necessário.
2º: Sirva imediatamente ou a maça pode oxidar.
Preparo: cinco minutos.
Conservação: três dias na geladeira ou três meses no freezer, congelada em cubos.

O bebê digere a fruta fresca com mais facilidade, e ela é repleta de nutrientes. Pode-se preparar esta receita usando manga, nectarina, mamão, pêssego, pera ou ameixa que são perfeitas para o lanche. Misturadas a uma papinha de cereais, compõem um nutritivo café da manhã.
A maçã combina antioxidantes, flavonoides e fibras em quantidade muito superior às demais frutas. Parte de seus benefícios está na casa.

– Papinha de damasco
Ingrediente: uma xícara (175 gramas) de damascos secos
1º: Coloque os damascos em uma tigela com 350 ml de água filtrada. Tampe e deixe de molho durante a noite na geladeira.
2º: Ferva-o na água de molho, reduza o fogo e cozinhe por 15 minutos, mexendo de vez em quando, até amolecer. Caso a jarra de seu liquidificador seja plástica, deixe esfriar antes de prosseguir.
3º: Bata no liquidificador por um minuto, até obter um purê. Torne a aquecer, se necessário. Sirva morno.
Preparo: três minutos
Cozimento: quinze minutos.
Conservação: três dias na geladeira ou três meses no freezer, congelada em cubos.

O damasco seco é uma opção nutritiva pra adocicar as receitas e é fonte de betacaroteno. Também pode ser substituído por ameixas secas. Tenha no freezer alguns cubos dessa papinha, assim, na hora da pressa, é só descongelar rapidinho, aquecer e dar ao filhote.

– Papinha de banana
Ingrediente: uma banana
1º: Amasse a banana com um garfo em um prato até ficar cremosa. Se desejar uma consistência mais rala, bata por um minuto no liquidificador com um pouco de água filtrada, se necessário.
2º: Sirva em seguida, pois a banana oxida rapidamente.
Rendimento: uma porção.
Preparo: três minutos.
Conservação: Use na hora, não guarde.

A banana é excelente opção para emergências, especialmente se a criança acorda com fome no meio da noite. Ela também é a melhor fonte de potássio, que regula o sódio no organismo e é muito boa em casos de diarreia. Além disso, seu teor de pectina ameniza a constipação.

Fonte: Alô Bebê

Deixe uma resposta