Seis dicas para ajudar as crianças com o aprendizado da matemática

As provas do Pedrinho acabaram agora e ele adora matemática , sempre tira notas boas, mas nem sempre é assim. Existem crianças com dificuldade para estudar e ficam de recuperação.

Uma das matérias mais temidas por todos, desde a infância, é a matemática. O terror da ciência do raciocínio lógico e abstrato, que estuda quantidades, espaço e medidas, estruturas, variações e estatística, acompanha muitas pessoas desde o ensino fundamental. Mas, um ponto muito importante falado hoje em dia, é a maneira como se aprende e não o que se aprende. 

Com isso, ao longo dos últimos anos, novos métodos foram criados para auxiliar as crianças, desde cedo, a desenvolver uma maior simpatia pelos números e suas variações, com o objetivo de diminuir esse medo que existe dentro e fora das salas de aula. 

Mas sabemos que auxiliar os pequenos nas atividades matemáticas não é uma tarefa fácil. Por este motivo, o Javier Arroyo, co-fundador da Smartick, separou seis dicas para ajudar as crianças com o aprendizado da matemática: 

Vamos às dicas: 

1- Aprender brincando 

Incentive-os a jogar jogos relacionados à matemática. Qualquer jogo que tenha dados ajudará as crianças a apreciar a matemática e a desenvolver o senso numérico. 

2- Os estímulos nas correções 

Sempre apoie seus filhos quando estiverem resolvendo problemas de matemática e não diga que estão errados. Por exemplo, se a criança multiplica 4 × 3 e acha que o resultado é 7, ao invés de dizer a ele que está errado diga: “Eu entendo o que você está pensando. Você está usando o que já sabe sobre adição e, portanto, o resultado dá 7, mas quando nos multiplicamos temos 4 grupos de 3 unidades cada”. 

3- Velocidade gera ansiedade 

Não é essencial associar matemática com velocidade nas primeiras etapas. Essa é a melhor maneira de causar ansiedade na criança. Embora o objetivo de médio e longo prazo seja conseguir agilidade, não fique nervoso se eles forem muito lentos no início. 

4- Deixe seu passado para trás 

Nunca diga que não foi bom em matemática na escola ou que não gosta, principalmente se você for o responsável. Quando os responsáveis compartilham essa ideia com suas crianças, constata-se que suas notas caem. 

5- A flexibilização dos números 

Incentive-os a ter uma noção dos números, a ter uma ideia sobre o tamanho dos números e como combiná-los de maneira flexível. Isso é o que diferencia os alunos que estão indo bem em matemática daqueles que estão indo mal. Por exemplo, para adicionar 29 + 56 é mais fácil mover 1 de 56 para 29 e adicionar 30 + 55. Essa flexibilidade na manipulação de números é chamada de sentido de número, e é muito importante. 

6- Mentalidade construtiva 

O mais importante de tudo é ter uma mentalidade construtiva, estar ciente de que tem um potencial ilimitado e que o sucesso na matemática exige esforço e trabalho. Os alunos com uma mentalidade construtiva se saem muito melhor na escola e na vida em geral.


Deixe um comentário