Sesc Campo Limpo recebe oficinas em comemoração à Consciência Negra

Quatro atividades capazes de: divertir, ensinar, educar e sensibilizar as crianças.

Começou no dia 03 de novembro e vai até o dia 24 de novembro, de quarta, sexta, sábado e domingo, em diversos horários, no Sesc Campo Limpo, oficinas na programação “Do 13 AO 20 (RE)EXISTÊNCIA DO POVO NEGRO”. As atividades são totalmente gratuitas e sem necessidade de inscrição.

“Que cor é minha cor?” Com Luderê Afro Lúdico. A oficina de abertura ofereceu às crianças a possibilidade de, através da mistura de cores de tintas, chegar à tonalidade da sua própria pele. O objetivo dessa oficina é apresentar para as crianças que cada pele tem a sua própria cor de pele, também foram tratadas questões que remetem as raízes ancestrais bem como a construção e fortalecimento de nossas identidades.

 “Espaço Afro Lúdico” Com Luderê Afro Lúdico. O Espaço de Brincar é preenchido por objetos e materiais que remetem à cultura afro-brasileira. Instrumentos musicais, jogos, brinquedos e objetos não estruturados compõem esse espaço para que crianças até 6 anos possam experimentar texturas, sons e o livre brincar. Dia 24 de novembro, das 11h30 às 18h.

“Somos Reis e Rainhas” Oficina de turbantes para crianças. O Turbante, como um elemento da cultura africana, remete à ancestralidade e também à resistência. O uso desse elemento é muito mais do que uma questão estética. Nessa oficina é apresentado para as crianças um recorte histórico e social do significado do seu uso. É também um momento de valorização da estética negra e construção de identidade. Dia 20 de novembro, quarta, das 14h30 às 17h30, recomendado para crianças a partir de 4 anos.

 “Um Encontro Precioso” Com Luderê Afro Lúdico. As bonecas Abayomi fazem parte de uma lenda africana. Essa lenda foi muito difundida no norte e nordeste brasileiro e há pouco tempo chegou a região sul e sudeste. Abayomi, na língua ioruba significa Encontro Precioso. Nesta oficina, além da confecção das bonecas, os participantes vão saber sobre a origem da boneca, e a forte ligação dela com a maternidade negra. Dia 23 de novembro, sábado, das 14h30 às 17h30, recomendado para crianças a partir de 4 anos.

A partir de datas que marcam o calendário nacional, de maio a novembro, o Sesc São Paulo realiza o ciclo de atividades “Do 13 ao 20 – (Re)Existência do povo negro”.  Ao longo de 7 meses, todas as unidades do estado oferecem ações artísticas, reflexivas, experimentais e formativas que abordam as lutas, conquistas, manifestações e realidades do povo negro.

O dia 13 de maio de 1888 marca a Lei Imperial nº 3.353 que sancionou a extinção do sistema de produção escravista no Brasil, porém não previu nenhuma medida que garantisse emprego, educação e meios de sobrevivência para os ex-escravizados libertos.

Dia 20 de novembro é a data da morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 1695, e marca a celebração de todos os palmarinos, sua capacidade de organização, planejamento, luta e solidariedade aos negros e não negros. Em 2003, com a aprovação da Lei 10.639, que instituiu o ensino da História e Cultura Afro-Brasileiras nas escolas, a data foi incluída no calendário escolar como o Dia Nacional da Consciência Negra.

Durante o período, o ciclo de atividades conta com ações que abordam assuntos como: corpo negro e subjetividades, pluralidade das identidades negras, negritude na arte, juventude e velhice negra, produções intelectuais e culturais negras, racismo estrutural, institucional e social.

O endereço do Sesc Campo Limpo é Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120. Mais informações pelo telefone 5510-2700 ou pelo portal www.sescsp.org.br.

Horários de funcionamento: Terça a sexta, das 13h às 22h. Sábado, domingo e feriado, das 10h às 19h.

Tel: (11) 5510-2700

Deixe uma resposta