Setembro Amarelo: a massagem contra a depressão e a ansiedade

Conheço muitas mamães que sofrem ou já sofreram com depressão. Pois saiba que a massagem pode diminuir o estresse e aumentar os níveis de neurotransmissores que promovem a sensação de bem-estar e felicidade

A massagem é uma poderosa aliada para quem luta contra a depressão ou a ansiedade. O estímulo manual funciona como um tratamento complementar ao acompanhamento médico, é capaz de diminuir o estresse e aumentar os níveis de serotonina no organismo do paciente – neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar e que é apontado por muitos estudos como essencial para lidar com doenças psicológicas¹.

Durante a campanha do Setembro Amarelo, voltada para a valorização da vida e prevenção ao suicídio, a massagem ganha destaque como mais uma ferramenta de quem sofre com a depressão ou ansiedade. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é um problema de saúde pública que mata 800 mil pessoas por ano, o equivalente a uma vida perdida a cada 40 segundos.

A massagem consegue atuar diretamente em sintomas comuns de quem sofre com a depressão ou a ansiedade. O estresse é um exemplo: uma única sessão pode reduzir o cortisol, proporcionando mais tranquilidade e relaxamento ao paciente. O procedimento de saúde também aumenta os níveis de dopamina pelo corpo, outro neurotransmissor do prazer, felicidade e bem-estar. Nesse caso, o ideal é que o paciente mantenha uma rotina de sessões semanais para prolongar os efeitos da massagem.

Além de relaxar o corpo, a massagem também atua de forma positiva na mente. “Para quem tem problema de autoestima, por exemplo, o procedimento ainda pode melhorar a percepção da pessoa sobre a própria imagem corporal”, diz a massoterapeuta Renata França, criadora de seis protocolos exclusivos de massagem.

Entre as massagens que desenvolveu, todas com manobras diferenciadas, está a Massagem Relaxante. Desenvolvida com base em técnicas milenares, o procedimento é ideal para aliviar dores musculares, combater o estresse e a ansiedade, aumentar a circulação sanguínea e melhorar o funcionamento do sistema imune. O resultado é um equilíbrio entre o corpo e a mente.

Não há apenas uma massagem indicada para pacientes com quadro depressivo ou de ansiedade. A pessoa deve escolher o procedimento que a deixa mais confortável – da relaxante até a massagem com movimentos firmes. “Depois de um longo dia, a Massagem Relaxante é perfeita para quem esquecer dos problemas – mesmo que só por alguns minutos. Outras massagens, como a Miracle Face e a Drenagem Linfática, também podem relaxar e causar uma sensação de bem-estar imediata”, explica Renata.

Para mais informações, acesse o site: www.sparenatafranca.com 

Deixe uma resposta