Siga o mestre

by pinterest

Sabem aquela brincadeira: Siga o mestre? onde o seu filho tem que seguir e imitar todos os seus movimentos? Pois, no dia-a-dia a brincadeira acontece naturalmente…

Por exemplo, o Pedrinho me vê mexendo o suco com o canudo, ele faz igual. Ele me vê jogando lixo na lixeira, também quer jogar, enfim, eles estão sempre nos imitando e isso nos leva a uma reflexão: a construção de bons hábitos!

O que queremos transmitir aos nossos filhos, como pais e adultos?

Veja alguns exemplos de bons hábitos cotidianos:

– Dizer bom dia
– Dizer boa noite
– Pedir licença
– Escutar os outros
– Aceitar um “não” como resposta
– Aprender que adiar alguma coisa não significa renunciar a ela para sempre
– Ter horários para se alimentar
– Ter horários para dormir
– Ter horários para brincar
– Compartilhar espaços com a família
– Integrar os avós à vida familiar, mesmo ocasionalmente
– Não gritar, não faltar ao respeito

Outro hábito que temos que cativar é o alimentar. Alimentos inadequados, principalmente na infância, é resultado das mudanças nos padrões do consumo alimentar, presenciado nas últimas décadas, levando ao aparecimento de doenças crônicas na vida atual como futura.

magali

O período pré-escolar, de 2 a 6 anos de idade, é a fase em que se inicia a formação dos hábitos alimentares, pois é nessa fase que acontece o vinculo entre as crianças e os alimentos.

A forma mais adequada para que as crianças tenham uma formação de hábito alimentar adequado é deixar sempre em contatos com todos os tipos de alimentos, insistindo para seu consumo repetidamente.

Que tal refletir sobre os maus hábitos que sua família deseja mudar?

Bjins e um ótimo dia!! 🙂

Deixe uma resposta