Treino Funcional: pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar.

O treinamento funcional vai além da beleza e tem como conceito principal um plano de qualidade de vida. Por um simples motivo. Não dá para ficar sentindo dor ao agachar-se para pegar o filho no colo ou desconforto no tornozelo por uma caminhada mais extensa.

Eu comecei a fazer a aula na Academia Tem Esporte Itu e estou adorando, acho até que é mais eficiente que a musculação. E pra quem não gosta de musculação, vai adorar, porque esse treino é mais divertido, mais lúdico e menos chato que o convencional. Além disso, os resultados aparecem muito mais rapidamente. O corpo fica equilibrado, forte e veloz. Top!

A atividade se baseia nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade.

Nesse método, o peso do próprio corpo é o principal equipamento. Mas alguns acessórios, entre eles elásticos, bolas e discos de equilíbrio também são utilizados. O importante é cumprir uma tarefa, em vez de uma série, envolvendo muito mais músculos.

Na primeira vez que eu fiz, quase morri kkk, mas a vontade de superar é maior que cada suor. Agora, não quero parar mais. É viciante 🙂 O ideal é praticar as aulas ao menos duas vezes por semana, podendo intercalar outras atividades em demais dias.

O gasto médio em uma hora de aula é 800 calorias. Correndo durante o mesmo tempo, gasta-se cerca de 700 calorias. E. segundo os professores, os exercícios funcionais podem estimular o aumento da queima de calorias, mesmo quando o praticante não está fazendo o treinamento em si. É que ao trabalhar os músculos do corpo inteiro e ao aprender a realizar novos movimentos, a pessoa poderá se tornar alguém mais ativo em seu dia a dia.

Outro ponto importante que nos leva a crer que o treinamento funcional emagrece é que ele pode colaborar com o ganho de massa muscular, algo que também torna o processo de perda de calorias mais eficiente. Isso porque quanto maior for a taxa de massa muscular em uma pessoa, maior será a quantidade de calorias que o seu corpo é capaz de eliminar.

Ah, vale lembrar que de nada adianta se dedicar a um programa de exercícios, se não consertar a alimentação. Já pensou se esforçar ao máximo em uma aula de treino funcional, perder até 1000 calorias e quando chegar em casa pedir uma pizza? As calorias perdidas serão recuperadas e a malhação não terá servido de nada.

 

Bora treinar?

 

 

 

 

Um comentário em “Treino Funcional: pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar.

Deixe uma resposta