Usar ou não a máscara na escola?

Decreto do governo de São Paulo e outros estados determinou que uso da proteção não será mais obrigatória nas redes escolares. E essa mudança na lei deixam pais confusos. Muitas dúvidas aparecem neste momento. A escola pode obrigar o uso? Em tese a escola pode pedir que as crianças fiquem de máscara, mas não há lei que obrigue isso, e, portanto, é possível que os professores e diretores encontrem dificuldade para manter a regra funcionando. 

Outra dúvida que preocupa os pais se é seguro tirar a máscara neste momento, uma vez que nem todas as crianças foram vacinadas. E se o meu filho apresentar sintomas? É outro questionamento de muitos pais. 

No caso da Escola do Pedrinho eles deixaram a máscara como uso opcional. O Pedrinho continua utilizando a máscara e poucas crianças da sala estão sem máscara.

O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) criticou a nova regra. Para a presidente do sindicato, Professora Bebel, a medida é “precipitada, tem claro viés eleitoreiro”. 

“Nem todas as crianças estão vacinadas com as duas doses necessárias à imunização. Muitos professores e profissionais da Educação também integram o grupo de risco”, disse a presidente do sindicato.

Renato Kfouri, pediatra, infectologista, presidente do Departamento de Imunizações da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatra) e membro da diretoria da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), avalia que o nível de segurança das escolas vai depender de alguns fatores básicos preventivos.

“Quanto mais ventilada forem as salas, mais espaçadas as cadeiras, mais máscaras se utilizarem e quanto mais pessoas estiverem vacinadas, menor o risco”, alerta o especialista, ressaltando que, ao contrário, isto é, quanto menos vacinação e mais alunos por sala, por exemplo, maior será o risco.

O que vocês acham? Seus filhos estão indo dem máscara?

Deixe um comentário