Varizes durante gravidez? Conversamos com um médico vascular, para saber mais

Uma reclamação muito comum nos consultórios médicos é o aumento das varizes, principalmente na região das pernas, durante a gestação. “A gravidez é o período no qual ocorre o maior aumento das varizes, isso é muito comum e tem explicação. Durante esse período o corpo da mulher passa por algumas modificações para receber e desenvolver o bebê. A primeira delas é uma sobrecarga de hormônios que favorecem a dilatação das veias, a segunda é o aumento do volume da circulação para poder nutrir o corpo da mãe e do bebê em desenvolvimento. Por fim, a terceira modificação é com o crescimento do útero que após o sexto mês começa a dificultar a circulação de retorno das pernas. Somadas, esses três motivos são os responsáveis pelo aumento das varizes e dos vasinhos durante a gravidez”, explica Dr. Gustavo Marcatto, médico vascular e referência na área.

Em resumo, as varizes são veias dilatadas que já não são capazes de realizar adequadamente sua função de levar a circulação de volta ao coração. As varizes geralmente comprometem mais as pernas, que podem causar dor e, além de mexer com a autoestima. “A maioria dos casos de varizes é observada no sexo feminino e pode ser causada por histórico familiar, obesidade, tabagismo, sedentarismo, uso de pílulas anticoncepcionais e também gravidez”, complementa Dr. Gustavo Marcatto.

Os principais sintomas são: aparecimento de veias azuladas e muito visíveis; agrupamento de pequenos vasos avermelhados; sensação de peso nas pernas, sensação de pernas ardendo, câimbras, inchaço nas pernas, em especial ao final do dia. “Além de afetar a aparência, a doença causa inchaço, dor, cansaço e pode levar a feridas e até trombose”, explica Dr. Gustavo.

Não existe uma regra, mas com alguns comportamentos é possível ajudar a prevenir varizes. “É muito importante que durante a gravidez seja mantida uma alimentação saudável com boa hidratação, exercícios físicos regulares conforme as limitações obstétricas e o uso da meia elástica são muito importantes para prevenção nesse período. O importante é sempre consultar um médico”, complementa Dr. Gustavo. 

Em relação ao tratamento de varizes durante a gestação, o Dr. Gustavo explica: “A gravidez é um momento muito especial para a mulher. Hoje existem técnicas que podem ser realizadas durante a gestação, porém apenas em casos excepcionais. O ideal é que o tratamento seja realizado antes e engravidar para melhorar a qualidade do pré-natal e evitar as complicações com inchaço e trombose”. 

As varizes teoricamente, e na maioria dos casos, não causam problemas para a saúde do bebê, porém, complicações decorrentes dela merecem atenção. Como, por exemplo, maior o risco de desenvolver trombose. 

A cantora Thaeme, intérprete de tantos sucessos ao lado do parceiro musical Thiago, tem duas filhas, Liz (que está com quase 3 aninhos) e a caçulinha Ivy, nascida em setembro de 2021, frutos de seu casamento com o empresário Fábio Elias.

Seis meses após o segundo parto, Thaeme estava incomodada com as varizes e vasinhos que aparecem em suas pernas durante a gestação e não sumiram mais. E para resolver de vez esse problema, cuidar da saúde e da estética, a cantora esteve em São José do Rio Preto, onde foi atendida pelo Dr. Gustavo.

“Claro que tem a parte estética, que a gente se incomoda com os vasinhos, mas a preocupação maior é por conta da consequência que o vasinho pode dar, o que ele pode trazer, né. Eu tenho propensão a trombose. Se os vasinhos e as varizes não forem tratados, podem dar uma complicação maior”, conta Thaeme Marioto.

Em relação ao tratamento de varizes durante a gestação, o Dr. Gustavo explica que atualmente existem técnicas que podem ser realizadas neste período, mas apenas em casos excepcionais. “O ideal, mesmo, é que o tratamento seja realizado antes de engravidar para melhorar a qualidade do pré-natal e evitar as complicações com inchaço e trombose. Ou cerca de seis meses após o parto, assim como fez a Thaeme”.

Dr. Gustavo Marcatto ressalta ainda que não existe uma regra, mas com alguns comportamentos é possível ajudar a prevenir varizes durante e após a gravidez. “É muito importante que a mulher mantenha uma alimentação saudável, com boa hidratação e exercícios físicos regulares (conforme as limitações obstétricas). O uso de meia elástica também é recomendável para prevenção nesse período. E o acompanhamento médico e, mais do que nunca, essencial”, alerta o vascular.

Deixe um comentário