Vitamina C na alimentação infantil

Você sabe a importância da suplementação de vitamina C na alimentação infantil?

Pediatras recomendam que crianças de 4 a 8 anos consumam cerca 30 miligramas* ao dia

Os pais sempre ouvem nos consultórios pediátricos que seus filhos precisam ter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes para que o desenvolvimento do organismo seja saudável. Entre as vitaminais e minerais fundamentais para as crianças, destaca-se a vitamina C, ou ácido ascórbico, responsável por várias reações metabólicas no corpo. Apesar de ser uma substância orgânica fundamental, ela não é fabricada pelo organismo. Portanto, as formas de obtê-la são por meio de dieta equilibrada ou por suplementação vitamínica.

A vitamina C influencia a saúde das crianças de diversas formas. É preciso ingerir a quantidade certa, pois tanto o consumo em baixa quantidade quanto em excesso podem ser prejudiciais à saúde. O nutriente auxilia na proteção das paredes dos vasos sanguíneos e na absorção do ferro no organismo. Além disso, participa da produção do colágeno e na conversão do colesterol em ácidos biliares – que ajudam na digestão de gorduras. Ainda é um poderoso antioxidante, protegendo as células de danos causados pelos radicais livres.

O nutriente também ajuda a prevenir infecções, a amenizar os sintomas de resfriados e evita o escorbuto, doença caracterizada pela carência de vitamina C que causa fraqueza, inflamação nas gengivas e fortes hemorragias. A deficiência de vitamina C pode provocar insônia e nervosismo nas crianças, dores nas juntas e alteração nos dentes em casos mais graves.

Confira os principais benefícios que a vitamina C traz para o organismo:

– Fortalece os vasos sanguíneos e ajuda a preservar a integridade cardiovascular;
– Auxilia nas funções de neurotransmissores;
– Ajuda a manter o bom funcionamento do sistema imunológico;
– Auxilia a formação óssea saudável;
– Promove uma melhor absorção de ferro pelo organismo (captação e liberação);
– Protege o DNA de danos oxidativos;

Crianças entre 4 e 6 anos devem consumir cerca de 30 miligramas* diariamente; crianças entre 7 e 10 anos, 35 miligramas diários; e a partir dos 14 anos, a ingestão precisa ser de 45 miligramas ao dia. O ideal é que os pais tentem manter os níveis da vitamina C adequados por meio de uma dieta equilibrada, com muitas frutas, legumes e verduras. Crianças com dieta irregular ou com baixo consumo podem carecer de suplementação. É indicado sempre consultar o médico pediatra.

*Fonte: Resolução RDC nº 269, de 22 de setembro de 2005, ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

*Bjins*

Deixe uma resposta